• ACVM

As espadas que precisam ser transformadas

Nossa Senhora da Rosa Mística teve sua primeira aparição em Montes Carlos, na Itália,

em 1947. Sua fisionomia era de uma mulher triste, coberta com um manto roxo e com

três espadas cravadas no peito. Sua primeira mensagem foram somente três palavras

dirigidas à irmã Pierina Gilli: “oração, penitência e sacrifício”. Após essas palavras, a

Virgem se manteve em profundo silêncio.

Em sua segunda aparição, Nossa Senhora explica o significado das três espadas: a

primeira fazia referência a perda culposa da vocação sacerdotal ou religiosa, a segunda

pela vida em pecado mortal das pessoas consagradas a Deus e a terceira pela traição das pessoas que ao abandonarem sua vocação, perdem juntamente a fé e se tornam grandes inimigos da Igreja. Mas de onde vêm as rosas?

Na mesma aparição onde conta o significado das espadas, Nossa Senhora da Rosa

Mística aparece com três rosas no lugar das espadas, em reparação aos pecados a elas

relacionados. A rosa branca significa o espírito de oração, a vermelha nos lembra do

espírito do sacrifício e a rosa amarelo-ouro remete ao espírito de penitência.

Em suas aparições, Nossa Senhora reforça o pedido da oração do terço, em especial

pelas vocações sacerdotais e religiosas. Que com nossas orações possamos transformas

espadas em rosas e que tenhamos nossos corações abertos e dispostos a dizer SIM as

missões diárias que Deus nos apresenta.

Rezemos também de forma especial pela comunidade Nossa Senhora da Rosa Mística,

que carrega o FIAT de Nossa Senhora como exemplo diário de missão dentro da nossa

ACVM e também em nossa sociedade.


Nossa Senhora da Rosa Mística, rogai por nós!

20 visualizações

CNPJ: 40.228.629/0001-08

LOCALIZAÇÃO

SEDE GERAL/SETOR RIO

Rua Bela, 795, São Cristóvão
Rio de Janeiro, RJ - CEP 20.930-381

SETOR NITERÓI

Rua Adélia Cintra, 52, Pita

São Gonçalo, RJ - CEP 24.412-550

  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
spotify-podcast-badge-wht-grn-330x80.png

© 2018 por ACVM.