A flor solitária

CNPJ: 40.228.629/0001-08

LOCALIZAÇÃO

SEDE GERAL/SETOR RIO

Rua Bela, 795, São Cristóvão
Rio de Janeiro, RJ - CEP 20.930-381

SETOR NITERÓI

Rua Adélia Cintra, 52, Pita

São Gonçalo, RJ - CEP 24.412-550

  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
spotify-podcast-badge-wht-grn-330x80.png

© 2018 por ACVM.

A flor solitária

Atualizado: 1 de Out de 2019


Olá, meus irmãos: Que a paz de Jesus e o amor de Maria estejam com cada um de vocês. Essa historinha se explica por si só. Muitas vezes, procuramos fora o que está vivo e gritando dentro de nós. Mas há um ponto interessante que pretendo comentar ao final.

A flor solitária.

Em um deserto distante, vivia uma solitária flor. Tão bela, delicada e com um perfume tão bom que a própria areia desviava-se com a ajuda do vento para não molestá-la. Afinal, era a única flor do deserto. Ela dava à paisagem árida um toque de vida e luz. - Por que nasci assim? # pensava ela # tão longe de minhas irmãs e primas? Olhava ao redor e só via areia clara e o céu azul. Os grãos de areia adoravam visitá-la. Ela, tão linda e colorida, alegrava e dava vida àquele deserto. Alguns grãos de areia viajavam dias e dias para conhecê-la. Comentavam entre si como era mais bela a paisagem graças à presença daquela flor. Mas a flor, por não entender sua missão, sentia-se muito só. Se existia um motivo para a sua vida, qual seria ele? Os grãozinhos de areia tentavam se comunicar com ela, mas por pertencerem a dimensões, ou reinos diferentes (vegetal e mineral), eles não conseguiam transmitir à flor o quão importante e necessária era a sua presença ao deserto. Em cada amanhecer, a flor olhava ao redor em busca de algum sinal de vida. Deprimida, ela, então, definhou e morreu. Os grãos de areia, que nada puderam fazer, entristeceram-se. Já não queriam mais passear e até o vento, naqueles dias, desistiu de soprar. Perguntavam eles: - Será que a flor que procurava vida ao seu redor não percebeu que ela era a própria vida? Ela era a alegria e o colorido da paisagem! Por que insistiu em procurar fora aquilo que estava dentro dela?

Agora nós: A flor insistiu em procurar fora a vida que estava dentro dela. Mas há também um outro ponto. A história nos conta que os grãos de areia não tiveram a possibilidade de dizer à flor o quanto ela era importante para eles. Mas, e nós, será que costumamos dizer às flores (em forma de pessoas), que o Senhor coloca em nosso caminho o quanto elas são importantes para nós??? Com muito carinho, sua irmã em Cristo, que os ama muito: Marlene

31 visualizações